MISTUREBA PEDAGÓGICA

         A propósito esta postagem integra diferentes eixos, por isso o título mistureba.

         O Invariante Pedagógico nº. 8: ”Ninguém gosta de trabalhar sem objetivo, atuar como máquina, sujeitando-se a rotinas nas quais não participa” (SAMPAIO, 1989).

         Este pensamento deve ser diário para nós educadores que queremos significar o cotidiano infantil.

         A Turma da Amoreira trabalha muito, tenho que admitir, muitas das vezes por proposições vindas deles e outras, por minhas sugestões.

         Esta postagem mostra como nasceu o painel do mês de Junho da nossa turma e a arte-presente para as duas amigas aniversariantes deste mês: MONIQUE VITORIA e MARIA MANUELA.

 Imagem

Gabriel Matheus adora arte e escolheu para a arte da semana “Peixes Arco-Íris.

         Então lá fomos nós iniciarmos a técnica. Muitos, mas muitos peixes  foram feitos para o aquário da sugestão do livro Recicle.

ImagemLivro utilizado semanalmente, anualmente por mim. Eu recomendo.

          Depois dos peixes apareceu um tubarão também, idealizado pelo “Amorinha” Lucas Ricardo.

Imagem

         Com o sucesso do aquário, veio a minha ideia. Propus que fizéssemos um rio grande que poderia ser limpo ou sujo. Perguntei para a turma, torcendo para que respondessem: “limpo”, pois minha intenção era continuar falando, dentro do eixo da Educação Ambiental sobre o cuidado e respeito com a natureza que nos cerca, aumentando assim o repertório do conhecimento, bem como do vocabulário. E a resposta veio como pensei: limpo.UFA!

          Em LIBRAS a professora-instrutora Luciana também está desenvolvendo atividades voltadas para o conceito reciclagem (de papel, plástico, vidro e metal), trabalhando cores, diferentes tipos de materiais, sua adequada separação e os sinais em LIBRAS. Então porquê não integrar os conhecimentos com o impulso infantil do desejo em fazer?

Imagem

Monique Vitoria escolhe o lixo dentre os quarto tipos trabalhados e o coloca na lixeirinha da cor correta.

         Pensando em aumentar o repertório visual e artístico infantil procurei incentivar a consciência do não desperdício, da beleza, da arte, da criatividade, do respeito à natureza e da diminuição da produção de lixo. Identificação de situações de risco no seu ambiente mais próximo e desrespeito pelo uso coletivo do ambiente de forma  crítica.

Imagem

Técnica sugerida por mim: Recorte feito com as mãos – coordenação motora deliciosamente trabalhada.

Imagem

        Estabelecer relações com o ambiente e as diferentes formas de vida em diferentes ambientes: ser humano, animal e vegetal como parte do planejamento anual encontrou, neste momento, eco na lenda da Iara, nas sereias das histórias e do imaginário infantil.

         A turma já havia sugerido no ateliê de dobraduras aprender fazer o rabo de sereia e assim neste lindo rio limpo, bem cuidado uma linda sereia apareceu.

Imagem        Onde vive esta linda sereia tudo é limpo. O lixo é reciclado e separado como a Luciana os ensinou.

        Qual não foi minha surpresa algumas perguntas começaram a pipocar: “E a madeira, onde fica? E o lixo laranja e marrom? Não vamos fazer?

        Que coisa linda! Respondi que iríamos sim adiante com isso. Perguntei: Vocês sabem em qual lixo jogamos a madeira e o que devemos armazenar nos lixos marrons e laranjas? “Não souberam responder a primeira pergunta, mas sabiam sobre o lixo marrom: lá jogamos os alimentos, mas no lixo laranja não sabemos”. De novo sugeri: Vamos pesquisar sobre eles na internet? A turma topou. Fomos para o computador e lá descobrimos muito mais. Há lixos de outras cores: cinza: resíduo geral não reciclável e roxo: resíduos radioativos. E as madeira devem ser jogadas no lixo preto.

            Pronto, então ficou combinado que iríamos construi-los com o material que temos em sala. Há tempos faço a campanha do rolo de papel higiênico e com eles fizemos todos os lixos, porque a turma não se contentou apenas com o verde, vermelho, amarelo e azul.

            Já sabem misturar cores. Já trabalhamos as cores terciárias, então mãos a obra: recortar objetos das revistas de diferentes materiais para os diferentes lixos. Não encontramos resíduos radioativos, nem materiais que não se reciclam nas revistas pesquisadas, mas os outros foram encontrados e recortados.

Imagem

            E, para finalizar, durante o plano de trabalho que durou um mês, posso dizer que a Turma da Amoreira trabalhou a finco sabendo dos objetivos e propósitos em contribuir para enfeitar o Cei Celisa para as comemorações dos aniversariantes do mês de junho e para o Arraiá que acontecerá no mesmo dia, além de presentear duas amorinhas queridas; Monique Vitoria e Maria Manuela.

Imagem

Painel pronto.

        A arte presente escolhida para presentear as amigas: O Robô. E mais uma vez esta turma me surpreendeu imaginando outro robô com os rolos de papel higiênico qe olhem o que aconteceu.

Imagem

         Mas não acabou. A festa, a dança, o restante dos acessórios do painel e a entrega dos presentes será dia 28/06/2013. Querem ver como ficarão? Até a próxima, então!

            Beijos de Amora!

BIBLIOGRAFIA

SAMPAIO, Rosa Maria W. Freinet: evolução histórica e atualidades. São Paulo, Scipione,1989.

3 thoughts on “MISTUREBA PEDAGÓGICA

  1. quantas ideias boas! parabéns pelo trabalho, porque não o inscreve no “professor nota 10” ?? aliar à LIBRAS todos esses conceitos trazem um brilho ainda mais ESPECIAL ao trabalho!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s